Professores da rede municipal de ensino participam de curso de Ecopedagogia

E-mail Imprimir PDF

Professores da rede municipal de ensino participam de curso de Ecopedagogia

Professores de toda a rede municipal de ensino e da Escola Especial Irmã Dulce (APAE), participaram durante todo o dia 20 de setembro da segunda etapa do processo formativo “A Escola e a Cultura da Sustentabilidade – Formação Continuada de Professores em Educação Ambiental”, o qual é realizado nos 29 municípios da Bacia do Paraná 3 (BP3).
Este projeto é desenvolvido pela Itaipu Binacional, por meio do Programa Cultivando Água Boa em parceria com o Conselho dos Municípios Lindeiros e empresa Nativa Socioambiental. Ele tem como objetivo incentivar a vivência ecopedagógica no contexto da educação formal, contribuindo para que a temática socioambiental seja associada aos conteúdos de sala de aula por meio de uma visão sistêmica e interdisciplinar.
Além disso, prevê a articulação entre espaços educativos e ações de educação ambiental realizadas nos municípios, favorecendo a realização de intervenções socioambientais em conjunto com as comunidades locais.
O projeto iniciou sua segunda etapa nesse semestre focando a elaboração de projetos ecopedagógicos nas linhas de agricultura orgânica, alimentação saudável, plantas medicinais, gestão de resíduos sólidos e gestão de recursos hídricos.
As oficinas são facilitadas pelas educadoras ambientais da Nativa Socioambiental, Luciana A. Barrozo e Ângela Tischner.
Em Vera Cruz esta atividade ainda tem o apoio da Prefeitura Municipal através das gestoras de educação ambiental, Silvia Maccari e Marli Maccari Corso. Esta articulação fortalecerá as ações realizadas pelas comunidades de aprendizagem constituídas no território da BP3 e intervenções executadas pelo Programa Cultivando Água Boa em toda a região.
Conforme a gestora de educação ambiental, Silvia Maccari, a Itaipu Binacional deve promover no ano que vem um concurso que vai premiar os melhores projetos ecopedagógicos. “Este processo também tem como objetivo preparar os professores para a execução do projeto e inscrição do mesmo no concurso”, explicou.
Segundo ela os professores ainda receberão assessoria presencial e a distância do grupo da Nativa Socioambiental para realização dos projetos.

 



 

 


Concurso 2018

Acesso a Informação

Validação de Documentos

Transparência

Diário Oficial